Oftalmologia veterinária

Muitas pessoas ainda não sabem da existência de Oftalmologista Veterinário uma área da medicina veterinária que trata com exclusividade da visão de animais de pequeno a grande porte.

Atualmente, a Oftalmologia veterinária constitui um importante ramo da Medicina Veterinária, sendo comum e frequente a ocorrência de afecções oculares nas espécies domésticas. O diagnóstico das oftalmopatias baseia-se em: histórico completo, obtido através das informações relatadas pelo proprietário; exames sistêmico (geral) e oftálmico do paciente, bem como aplicação de testes diagnósticos.

Exame Oftalmológico:

oftalmologia-veterinaria-2

Durante o exame o olho e toda região periocular são examinados, inicialmente em ambiente iluminado, verificando-se a presença de alterações mais evidentes, como secreção, hiperemia (“vermelhidão”), edema (“inchaço”), alopecia (falta de pelos), ferimentos e assimetrias; são também aplicadas provas para verificar a acuidade visual. A seguir, o exame de oftalmologia veterinária passa a ser realizado em sala escura, devendo o clínico possuir um foco de luz, que permita a visibilidade de estruturas como a córnea, a íris e o cristalino, assim como as pálpebras, os cílios e a membrana nictitante, estes considerados anexos oculares. Caso haja necessidade, estas estruturas devem ser inspecionadas com lupa ou em lâmpada de fenda, para um exame mais minucioso. Determinadas situações demandam a dilatação das pupilas para a melhor visibilidade do cristalino, em casos de catarata, ou a realização do exame de fundo de olho (oftalmoscopia), o qual possibilita a inspeção da retina.

O animal é submetido, ainda, a testes com a finalidade de medir a produção da lágrima (teste de Schirmer), verificar a existência de lesões na córnea (úlceras), através do uso do corante fluoresceína, e mensurar a pressão intraocular (tonometria).

O diagnóstico acurado e precoce da doença ocular permite estabelecer tratamento adequado, o que torna melhor seu prognóstico. A detecção de doenças sistêmicas concomitantes é de fundamental importância, pois muitas possuem manifestações oculares, como a toxoplasmose, a erliquiose, a cinomose e o diabetes.

As principais oftalmopatias em cães e gatos são as ceratites, as uveítes, o glaucoma e a catarata.

A clinica Veterinária Faro conta com Oftalmologistas Veterinários competentes para atender de maneira eficiente seu animal de estimação. Ligue e agende uma consulta agora mesmo.

Responda